Segunda, 29 de Novembro de 2021
°

-

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Deputados temem impacto da PEC dos Precatórios na Educação; acompanhe a sessão

Michel Jesus/Câmara dos Deputados Sessão do Plenário da Câmara dos Deputados O impacto da aprovação da PEC dos Precatórios nos recursos da Educaç...

27/10/2021 às 21h50
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Sessão do Plenário da Câmara dos Deputados - (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)
Sessão do Plenário da Câmara dos Deputados - (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

O impacto da aprovação da PEC dos Precatórios nos recursos da Educação é um dos pontos polêmicos da discussão em Plenário. A suspensão do pagamento dos precatórios do Fundef que foi aprovada pela comissão especial que analisou a matéria está agora sendo renegociada.

Esse ponto e a securitização da dívida foram criticados pelo deputado Hildo Rocha (MDB-MA). “A PEC é importante no que diz respeito à abertura do teto para que o governo possa utilizar recursos, a partir do ano que vem, para programas sociais, entretanto, isso vai permitir que governos estaduais e municipais possam emitir debênture e fazer com que os governos alimentem mais ainda o mercado financeiro”, criticou.

Para o deputado Ivan Valente (Psol-SP), a proposta vai retirar recursos da educação. “Ela criou um parcelamento de precatórios que engloba Estados e municípios, sobretudo, de dívidas representadas em precatórios advindos do Fundef, ou seja, representa um calote aos entes subnacionais, particularmente da Educação, em nosso País”, afirmou.

Para o deputado Darci de Matos (PSD-SC), os precatórios somam um passivo “insustentável”. “Em 2021, nós tínhamos 53 bilhões de precatórios. Em 2022, esse valor pulou para 86 bilhões de reais. Esse aumento assustador se deve às ações do Fundef. Muito bem, o Governo não tem recursos, precisa buscar uma alternativa para resolver o problema”, disse.

O deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) afirmou que a proposta é “a saída para o governo encontrar espaço fiscal. “Além de propiciar a viabilização do famoso Auxílio Brasil, essa proposta de emenda à Constituição vai também permitir que nós consigamos, simultaneamente, viabilizar a desoneração da folha de pagamentos em nosso País”, afirmou.

A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) afirmou que a proposta cria um “artifício matemático” e será considerada inconstitucional. “Essa PEC dos precatórios é completamente inoportuna. É necessário ver uma forma fiscalmente correta de se garantir o socorro ao nosso povo, que passa fome, que está na fila do osso", disse.

Assista à sessão ao vivo

Mais informações em instantes

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
- Atualizado às 21h00 - Fonte: ClimaTempo
°

Mín. ° Máx. °

Ter °C °C
Qua °C °C
Qui °C °C
Sex °C °C
Sáb °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes